Seja um influenciador de sua família

Um homem temente a Deus é uma arma tremenda nas mãos de Jesus. Portanto se você sabe exatamente quem você é e o que está fazendo aqui, pode perceber as pessoas sem orientação de Deus, arriscando perder a identidade familiar, devido à influência das tradições e paixões dominadoras do mundo. Sua inspiração vai sugerir incutir a quebra desses paradigmas para excitar a renovação das coisas que não funcionam.

Conheço uma família com um filhinho de dois anos. Fiquei impressionado. A influência do pai sobre a criança é tanta que ele chama sua mãe de “a papai”. Isso mesmo. Um contraste do que vimos na série de TV “A Família Dinossauro”. No cotidiano da família Silva Sauro, o bebê chamava seu pai, “não é a mamãe”.

Por ausência da influência paterna, muitos filhos não conseguem assimilar a personalidade do pai e terminam imitando a mãe.

O sucesso profissional que trouxe a estabilidade financeira ou a disposição na luta cotidiana para o sustento da família; a libertação iniciada por Jesus com a conversão, não foram dados por Deus para serem confinadas em si, como uma vitória individual, mas para se tornar conhecida e contagiar a todos principalmente os que vivem sobre sua influência. Do contrário você pode se distanciar demais, afetando o entusiasmo da família (Mc. 4: 21-25).

A sociedade capitalista fez com que os pais perseguissem o desejo da estabilidade financeira porque afirma trazer brio junto à família. Tomado como legitimação pelo desejo de ver os filhos seguros e assistidos, mesmo porque o que o governo garante como saúde, escola, morada, transporte e outras necessidades básicas é uma vergonha; os pais são tentados a negar radicalmente a função de influenciador, entregando-a a qualquer autoridade escolar ou forma de sociedade o que de direito exclusivo recebera de Deus.

Se você se preocupa de fato com seu filho, seja uma influência positiva para ele e ele te elogiará (Rm 13.3), mas se você quer ser deus, senhor e juiz absoluto para seu filho, dando toda segurança que o mundo não pode dar, mas, contudo sem a presença influenciadora do seu amor, se prepare para testemunhar o dia da revolta dele contra toda estrutura que você lhe deu.

Os filhos com formação sem limites ao completarem dezoito anos, a primeira coisa que eles dizem aos pais é que agora já podem ser preso, portanto não são mais obrigados a irem à igreja. Dependendo do seu próprio zelo (por não terem influência paterna), terminam encontrando numa grande árvore no meio da madrugada, a morte precoce entre as ferragens do seu carro novo – presente do pai por entrar na faculdade “particular”, embora o presente mais pareça um “cala a boca”. Isso quando não perdura transformando o dito em uma espécie de “filho cangurú” envelhecendo em casa as custa dos pais.

Sem constituir família embora possa, tornam-se como galhos secos sem fruto.

Atrase um pouco seu passo caso você possa fazer isso com mais facilidade que os outros. Não compensa se distanciar demais dos seus filhos, mesmo que isso seja para trazer mais êxito financeiro. Melhor, é andar junto daqueles a quem você ama para não perder a influencia do amor familiar.

Seja um influenciador da sua família e viva feliz.

 

Autor(a): Luiz Clédio

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 6 =