Salmo 84: O alvo dos corações piedosos

0
166

Não sabemos com certeza quem escreveu este salmo, mas parece que foi privado do privilégio de “subir” a Jerusalém para assistir “às festas do Senhor” celebradas anualmente naquele lugar; todavia, jamais poderia esquecer-se dos “átrios do Senhor” (v2, e Salmo 42v1-4).

Conforme o título do salmo, é DOS filhos de Coré ou PARA os filhos de Coré. Este fato nos revela a graça de Deus, uma verdade ensinada por Paulo quando disse “onde o pecado abundou, SUPERABUNDOU a graça” (Rm.5v20). Coré encabeçou uma revolta contra a autoridade divina, por este motivo ele e os revoltosos morreram (Nu.16). Os filhos de Core não acompanharam o seu pai e não morreram (Nu.26v11). Que graça admirável da parte de Deus! O salmo divide-se em três partes: 1. vv.1-4: Aqueles que são privilegiados de estarem na Casa de Deus. 2. vv.5-8: Os que têm a oportunidade de assistir “As Festas do Senhor”. 3. vv.9-12: O resultado ou a conclusão. vv.1-4: O salmista tem “saudades” não somente do lugar, mas da PRESENÇA DO SENHOR. Note a linguagem dele: A MINHA ALMA – O MEU CORAÇÃO – A MINHA CARNE – OS TEUS TABERNÁCULOS – OS TEUS ÁTRIOS – OS TEUS ALTARES -A TUA CASA. No versículo 3 o salmista menciona dois passarinhos, dizendo: “O pardal encontrou CASA, e a andorinha NINHO”. O pardal é de tão pouco valor, mas encontrou CASA – PERMANÊNCIA; e a andorinha, inquieta e migratória, encontrou NINHO – PRODUTIVIDADE. Irmãos, nós também devemos mostrar estas duas qualidades na obra do Senhor. Em cada divisão do salmo temos a palavra “bem-aventurada”, (v4, 5 e 12).

A mesma palavra foi usada muitas vezes pelo Senhor Jesus Cristo e significa: “feliz” ou “está de parabéns”. O salmista indica que a felicidade verdadeira se encontra em pôr a confiança no Senhor (v12). vv.5-8: Os peregrinos saíram das suas casas rumo a Jerusalém, e em vez de acharem o caminho difícil, encontraram “os caminhos aplanados” (Is.40v4 e 31). Mesmo as partes mais tristes da viagem não apresentaram problemas, porque nelas havia fartura (v6), e assim as suas energias aumentaram! (v7) Hoje em dia não somos convidados para comparecer perante o Senhor em Jerusalém, mas temos o exemplo dos discípulos em At.2v42, que perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Irmãos, quantas vezes reclamamos que a canseira não deixa-nos reunir, e acontece que em não reunirmos, ficamos MAIS CANSADOS AINDA, pois a maneira de vencer a canseira seria em obedecermos ao Senhor e Lhe dar o devido lugar nas nossas vidas.

A comunhão com o Senhor e com o Seu povo é como uma injeção de “vitaminas” ajudando-nos ir de “força em força” (v7). vv.9-12: Nos dias do salmista, o “ungido do Senhor” seria o sumo sacerdote; para nós é o Senhor Jesus Cristo, (Hb;4v14). “As tendas da impiedade” poderiam ser de Datã e Abirão (Nu.16v26-27). O valor de estar na presença do Senhor é INCALCULÁVEL. Os filhos de Core aprenderam servir satisfeitos, sem murmuração (1º Cr.9v19). “Sol e escudo” fazem-nos lembrar de ILUMINAÇÃO E PROTEÇÃO que gozamos como resultado de buscar primeiro o Reino de Deus, porque Ele não nega bem algum aos que andam na retidão. Na verdade, irmãos, somos felizes quando colocamos a nossa confiança NO SENHOR, assim teremos vontade de obedecer ao “IDE” dEle, evangelizando, batizando e ensinando, reconhecendo que Ele está conosco todos os dias. Desejo com Cristo seguir, Quero ser por Ele guiado, Sim, aqui andar para Lhe agradar, Bem longe do pecado. (H.C. 361)

James D. Crawford

 

 

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here