Babilônia – Para Refletir

“Sede Santos porque Eu sou Santo” 1ª Pd 1:16
“Abstende vos de toda a aparência do mal” 1ª Ts 5:22

Estive pensando um pouco sobre o frenesi que os “evangélicos” estão vivendo, frente ao anúncio da novela global intitulada “babilônia”. Já li inúmeros comentários de crentes sobre a tal novela nas redes sociais. Agora o que me causa estranheza é como crentes estão apavorados e assustados com o anuncio daquilo que será o tema central de babilônia, um romance entre duas mulheres idosas que se assumem lésbicas, tendo esquecido ao longo das épocas de fazer os mesmos questionamentos sobre o que assistiram ao longo dos anos.

Fazendo um breve retrospecto sobre os temas da maioria das novelas globais chego à conclusão que não há diferença daquilo que se anuncia como proposta para a tal novela, em relação as demais novelas outrora apresentada por essa emissora de televisão. Vejamos:

Tiêta – 1989 Sinopse
A trama começa quando Tieta é escorraçada da cidade pelo pai, por causa do seu comportamento libertino. Vinte e cinco anos depois, Tieta reaparece, rica e exuberante, DECIDIDA A SE VINGAR DA FAMILIA. TIETA SE ENVOLVE NUM CASO AMOROSO COM O SEU SOBRINHO. Imaculada é uma das “rolinhas” do prefeito Artur da Tapitanga, que oferece para ela abrigo, alfabetização e comida, EM TROCA DE FAVORES SEXUAIS.

Pedra sobre Pedra – 1992 Sinopse – A pequena cidade de Resplendor, localizada no sertão nordestino, era o palco das disputas políticas entre os Pontes e os Batista. Num DESEJO DE VINGANÇA, Pilar se casa com Jerônimo, inimigo de Murilo, enquanto este se casa com Hilda, uma jovem que sempre o amara.
Vinte e cinco anos se passam, Murilo está de volta a Resplendor e reencontra Pilar querendo fazer de sua filha, Marina, a prefeita da cidade, destino que ele reservara para seu filho, Leonardo. Mas os Pontes e os Batista terão na briga pelo comando de Resplendor um adversário perigoso: Cândido Alegria, UM HOMEM QUE ENRIQUECEU ROUBANDO E MATANDO o amigo português Benvindo Soares, e que nutre uma paixão por Pilar Batista. Mas Resplendor tem outros mistérios. A cidade recebe a visita do enigmático fotógrafo JORGE TADEU QUE SE OCUPA EM SEDUZIR E FOTOGRAFAR AS MULHERES CASADAS DA CIDADE.

Caminho das índias – 2009 Sinopse – Na trama central, UMA PAIXÃO PROIBIDA entre dois indianos de origem muito diferentes.
Ainda no núcleo brasileiro, há a história da indiana viúva Ashima, que decidiu tentar a sorte no Brasil e abriu um bar na Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro. No mesmo bairro, também mora Abel, guarda de trânsito amigo de todos no bairro, mas exigente quanto às regras de trânsito. Abel é casado com a fogosa Norma, conhecida por todos como NORMINHA UMA MULHER CASADA, ousada QUE VIVE SE INSINUANDO PARA OS HOMENS DA REGIÃO.

Rei do Gado – 1996 Sinopse – Uma trama marcada pelo ÓDIO ENTRE DUAS FAMÍLIAS.
Bruno Mezenga, por sua vez, vive um casamento fracassado com Léia (Silvia Pfeifer), UMA ESPOSA INFIEL QUE O TRAI com Ralf (Oscar Magrini), um mau-caráter.

O Cravo e a Rosa – 2000 Sinopse – Catarina Batista (Adriana Esteves) é a MULHER MODERNA, na sociedade paulista da década de 20, QUE RECUSA O PAPEL FEMININO DE SER DONA DE CASA. Julião Petruchio (Eduardo Moscovis) é um homem cuja crença é a de que a mulher deve ser a rainha do lar. Duas pessoas tão diferentes vivem um romance contraditório. Conhecida como ‘a fera’ por botar todos os seus pretendentes para correr,
A minha pergunta concluindo essa reflexão sobre as novelas brasileiras é:
Para Deus, nosso criador e salvador, o que é mais pecado?

Duas mulheres ou dois homens que se assumem homossexuais e se beijam frente aos seus expectadores?
Uma mulher de comportamento libertino que se envolve sexualmente com seu sobrinho?
Uma mulher que vive um desvairado desejo de vingança,
Um fotografo que se propõe a tirar fotos de mulheres casadas, deixando-as apaixonadas por ele,
Um homem que enriquece roubando e matando seu melhor amigo,
Uma paixão proibida e uma mulher casada e fogosa que se insinua para todos os homens da região,
Famílias que vivem nutrindo um tremendo ódio, casamentos fracassados por traição de um de seus pares,
Uma mulher que em nome da modernidade se recusa a assumir o papel feminino de boa dona de casa?
Além dessas exposições, acho prudente considerar ainda o fato de que muitas vezes, em nome da moral cristã, repudiamos publicamente aquilo que consideramos pernicioso, e de fato o é, mas nos sentamos diante da TV junto com nossos filhos, muitas vezes depois nossos devocionais, para assistirmos a pratica da pornografia, sexo grupal, brigas por dinheiro etc, etc como BBB e a FAZENDA e outras bizarrices, achando tudo muito normal.

Afinal para o nosso Deus o que é mais pecado? Como Deus vê e classifica as propostas apresentadas pela TV brasileira em suas programações? Será que o ETERNO vê e classifica o pecado como nós o fazemos? Vale muito a pena refletir.
FICA A DICA!
A Deus somente seja toda a glória.
MdC
Fonte de pesquisa:
Portal G1
Wiquipedia

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =